24 de março de 2015

Colabore você também!

Olá, amigos.
Ultimamente tenho feito o possível para traduzir os episódios, mas, fica cada vez mais difícil encontrar tempo, mas sempre que posso traduzo um pouco.
Para me ajudar a corrigir possíveis erros, criei este formulário para obter um feedback e corrigí-los.

Por isso, se você percebeu algo errado em algum dos episódios (ou em todos eles), não hesite em enviar sua resposta.

Obrigado, e felicidades à todos!

http://goo.gl/forms/8C7qF9uswF

19 de março de 2015

Download dos vídeos

Olá amigos.

Primeiramente, venho esclarecer que os vídeos não serão mais upados para servidores de arquivos porque os links sempre expiram caso o usuário não tenha uma conta premium, algo que eu nunca tenho mesmo. Como foi dito em outro post, o primeiro vídeo que foi upado no YouTube foi denunciado em menos de uma semana de existência e fui obrigado a desistir de colocá-los no YouTube. As políticas de copyright com serviços do Google no geral são bastante fechadas mesmo, mas isso não me impediu de continuar com o projeto. Por outro lado, é bastante viável também que os vídeos sejam hosteados em players online, como YouTube, DailyMotion, Vimeo e outros.
Minha recomendação caso você queira baixar os vídeos no canal no Dailymotion é o plug-in Downloadhelper para Firefox. Existem vários outros programas, até mesmo online, para download dos vídeos. Não vou ensinar muita coisa por aqui, mas encorajo os fãs que quiserem baixar que o façam. Se quiserem postar os vídeos em outro canal, também não há problema, desde que me passe o link depois para eu colocar aqui no blog, no post oficial de vídeos.

10 de março de 2015

Curiosidades #1

O nome "A Família Twist" obviamente não é uma tradução literal de "Round The Twist". Aliás, nem chega perto. A expressão "round the twist" é uma gíria para algo como ficar louco, doido, furioso, etc... No inglês americano não é comum de se ouvir, mas sim no britânico e australiano.

Em algumas falas na série ouvimos os personagens utilizando a expressão, mas, infelizmente não temos uma gíria em português que corresponda a expressão.

"Round the twist" também aparece na música de tema de abertura:

Have you ever ever felt like this [Você alguma vez já se sentiu assim?]
How strange things happen  [Que quando coisas estranhas acontecem]
Are you going round the twist [Você está ficando louco]

Uma melhor tradução seria: "Você ja sentiu que está ficando louco quando coisas estranhas acontecem?"


Abraços e até a próxima!

2 de março de 2015

isoHunt acabou, PirateBay instável...

Quem utilizava torrents para quase tudo agora vive um inferno astral. Cada vez mais os meios anti-pirataria tentam fechar nossos caminhos de compartilhamento de arquivos. Infelizmente eles não vêm que boa parte dos usuários de tais meios não estão ganhando dinheiro pelo compartilhamento. Meu buscador favorito de torrents era o isoHunt, que já até faz algum tempo que foi desligado. Agora, nos resta o PirateBay que funciona dia sim, dia não. Em breve o mesmo pode ser fechado para sempre também, e aí só nos restará a DeepWeb.

Voltando à questão da anti-pirataria, recentemente um canal no YouTube ligado à ACTF (Emissora de TV australiana que produziu Round The Twist) sinalizou meu primeiro vídeo legendado da série e logo em seguida o mesmo foi retirado pelo próprio YouTube, alegando que se tratava de violação de direitos autorais. Tive que ficar respondendo um questionário sobre Copyright por uns 15 minutos até poder acessar meu canal novamente. Também fui avisado que se eu fosse sinalizado por mais duas vezes, minha conta do YouTube seria fechada para sempre. Ocorre que, por mais que a publicação não autorizada de tal conteúdo realmente seja violação de direitos autorais, o interesse no mesmo é baixíssimo. Mesmo que eu tentasse ganhar alguma coisa utilizando adsense, não iria compensar todo o tempo de trabalho que gastei traduzindo e legendando os episódios. No final das contas, faço esse trabalho porque sei que existem por aí ao menos umas 15 ou 20 pessoas que gostariam de rever os episódios, principalmente pela nostalgia em si.

Portanto fica aqui meu desabafo. Podem querer derrubar o meu canal do YouTube, DailyMotion ou até mesmo esse blog, mas dificilmente irão combater a pirataria na internet. Um trabalho como esse é um grande esforço que se faz para vir, então, uma grande empresa que já possui um alto lucro acumulado e derrubar apenas por pura avareza.


A Familia Twist/Round the Twist

A Família Twist teve quatro temporadas. Cada temporada teve treze episódios. Apesar de cada episódio ter uma história fechada, cada um contém um tema recorrente, um objeto ou um personagem que aparece em todos os episódios da temporada. Mais informação é revelada em pequenos momentos ao longo do episódio. O último episódio de cada temporada é focado nesse tema recorrente, que é resolvido.

  • Na 1ª temporada (1989), o farol é assombrado por uma música vinda de cima. No último episódio, Lighthouse Blues, é revelado que a música esta sendo tocada pelos fantasmas da família de Neil. Os fantasmas ajudam os Twist a impedirem o Sr. Gribble de destruir o farol.
  • Na 2ª temporada (1992), o farol está sendo assombrado mais uma vez, desta vez por fantasmas visíveis, Matthew e Jeremiah, que apareciam uma vez por episódio. Eles estão sendo punidos por terem falhado em impedir que o barco da amada de Matthey, Jane, colidisse com as rochas. No último episódio, Seeing the Light, o navio fantasma volta, e desta vez, todos os personagens do programa ajudam a ligar o farol e salvar a família perdida no mar, redimindo os fantasmas.
    • Outro tema recorrente dessa temporada é o odor dos pés de Bronson. No episódio Smelly Feet, foi revelado que ele estava "guardando o fedor" para impedir os Gribble de matar uma tartaruga em apuros. No final, seus pés são lavados e a tarturaga é salva.
  • Na 3ª temporada (1999), (a partir do segundo episódio, The Viking Book of Love), Linda ganha o "Livro Viking do Amor" de um jovem viking que encontra o farol. Esse livro teve um papel fundamental nessa 3ª temporada, pois na maioria dos episódios, um personagem se apaixona por outro que lê poesia. No último episódio, The Big Rock, os vikings voltam e os efeitos do livro são revertidos com terríveis consequências.
  • Na 4ª temporada (2000), um estranho mascarado entra no farol através de uma porta mágica em cada episódio. No último episódio, The Isle of Dreams, o estranho é revelado como sendo uma garota, Ariel, que veio para oferecer a vida perfeita para os garotos, na Ilha dos Sonhos, com Pete como seu marido. No final, eles recusam, e Ariel desaparece para sempre.
As primeiras duas temporadas foram escritas por Paul Jennings, com uma edição bastante presente do diretor Esben Storm (que também fazia o Sr. Snapper). Todos esses episódios, com a exceção de Seeing the Light, que encerra a 2ª temporada, foram baseados em contos curtos de Jennings. Foi planejado um filme da Família Twist, mas graças a diferenças criativas, nunca foi produzido. Paul Jennings saiu do programa, levando consigo os direitos autorais das suas histórias. A 3ª e a 4ª temporadas, inéditas no Brasil, foram escritas totalmente por Esben Storm. Essas temporadas não obtiveram a mesma popularidade das originais, e isso causou o cancelamento do programa.